A Ambev

Assuntos
a A

Insumos

01.01.1900 00:00

Ações da Ambev promovem a excelência de nossas matérias-primas.

descarga de cereais-2

Descarga de Cereais

 

A Ambev mantém ações para estimular a produção de cevada e de guaraná no campo.

Nossa política de insumos começa no campo. Mantemos ações de relacionamento com agricultores que cultivam cevada e frutos de guaraná, ambos essenciais na fabricação de boa parte de nossos produtos.

No município de Maués (AM), um dos maiores produtores do fruto de guaraná no Brasil, a Ambev compra grande parte da produção local.  A Ambev mantém em Maués um centro de pesquisa para o fomento do cultivo do guaraná. A Fazenda Santa Helena, criada há 35 anos, abriga o maior banco genético do fruto no mundo, com mais de 70 mil plantas cultivadas.

A cada ano, no Dia do Guaraná, produtores são convidados a visitar o local, onde conhecem novas técnicas para aperfeiçoar o cultivo do guaraná.  Em seus viveiros são desenvolvidas mudas de elevada produtividade e imunes a pragas, distribuídas aos produtores.

No sul do Brasil, estimulamos a produção de cevada. O projeto Dia do Campo, evento que promovemos há dez anos, consiste na realização de encontros entre agricultores locais e técnicos da Ambev.

Esse contato eleva a qualidade da safra e diminui perdas. Os agricultores conhecem os resultados das pesquisas com fertilizantes e participam de treinamentos para aprender avançadas técnicas de plantio, desenvolvidas em conjunto com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Com o Dia de Campo, a Ambev ampliou em mais de 30% a área de cultivo de cevada no Rio Grande do Sul. A iniciativa conta com a presença de agrônomos da Embrapa.

Nos campos de cevada, a Ambev adquire a produção de aproximadamente 3.800 produtores – cerca de 1.500 no Sul do Brasil, nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina; outros 1.500 no Uruguai, em Paysandu e Nueva Palmira e 800 na Argentina, em Puan e Tres Arroyos.

Outros ingredientes essenciais na fabricação da cerveja, o lúpulo e o fermento, têm origens distintas. Planta trepadeira que cresce apenas em algumas regiões do planeta, o lúpulo é importado de países como Estados Unidos, Alemanha e República Tcheca, entre outros. Para fermentar as bebidas, a Ambev lança mão de sua cepa exclusiva, produzida no Rio de Janeiro e multiplicada em cada unidade industrial.

A água, ingrediente básico de todos os nossos produtos, é negociada diretamente entre a Gerência de Meio Ambiente e as prefeituras dos municípios onde as unidades industriais estão instaladas. A Ambev conta com um Sistema de Gestão Ambiental, que vem reduzindo ano a ano o consumo de água bem como tratando todos os efluentes para a devolução à natureza em condições.

Externamente, a Ambev também adquire a produção de cereais não maltados e de materiais auxiliares que ajudam no processo de produção das bebidas.

Para mover as fábricas, nossa matriz energética usa recursos como gás natural, óleo e biomassa – oito unidades industriais utilizam energia renovável: em Viamão (RS), Lages (SC), Anápolis (GO), Teresina (PI), São Luís (MA), Cuiabá (MT), Juatuba (MG) e Agudos (SP).

A Ambev mantém ainda cinco fábricas verticalizadas de insumos: de concentrados de refrigerantes e de rolhas, em Manaus (AM); de vidros, no Rio de Janeiro (RJ) e de rótulos, em São Paulo (SP).

| busca

| leia também

| twitter Ambev