Imprensa Relação com Investidores
Acessibilidade

Blog

Voltar

Conheça os diferentes tipos de cerveja

Postado em: 25/03/2019,

O mundo das cervejas nos presenteia com um número estonteante de opções e tipos de cerveja disponíveis.

De Pilsens clássicas a IPAs arrojadas, cada tipo de cerveja gera mais subcategorias do que os bebedores podem imaginar. Cervejas novas surgem no mercado a todo momento, cada uma com sua particularidade. Mas o que torna as cervejas diferentes?

Toda cerveja tem 4 ingredientes principais:

  • Água, que representa de 85% a 95% da cerveja;
  • Cereais, que podem ser maltados e in natura;
  • Lúpulo, que é como se fosse o tempero da cerveja, que traz amargor e aroma;
  • Levedura, que é a “alma” da cerveja (também conhecido como o fermento da cerveja.

Além desses ingredientes, o mestre cervejeiro pode usar da sua criatividade e conhecimento para acrescentar outros ingredientes e desenvolver melhorias de processo cervejeiro que também influenciam no produto final.

Dentro do mundo cervejeiro existem 3 categorias importantes: família, escolas , e estilos. Abordando cada um rapidamente:

Escolas

Hoje existem 4 escolas cervejeiras no mundo, que nada mais são do que regiões onde os estilos de cerveja foram criados e são as principais referências para os cervejeiros:

  • Escola Inglesa: que possui estilos como Porter, English IPA, Stout e English Pale Ale;
  • Escola Belga: que possui estilos como Blond Ale, Dubbel, Strong Ale e Witbier;
  • Escola Alemã: que possui estilos como Pilsen, Weiss e Bock;
  • Escola Americana: que possui estilos como American Lager, Cream Ale e American Pale Ale.

Família

Existem três famílias famílias de cerveja, que estão relacionadas ao tipo de fermento usado no processo. Abordaremos as duas principais:

Lager

Cervejas de baixa fermentação. São cervejas onde o fermento tende a descer para o fundo do tanque no processo de fermentação. Os estilos mais conhecidos dessa família são: Pilsen, American Lager, Vienna, Helles, Bock, Schwarzbier.

Ale

Cervejas de baixa fermentação. São cervejas onde o fermento tende a descer para o fundo do tanque no processo de fermentação. Os estilos mais conhecidos dessa família são: Pilsen, American Lager, Vienna, Helles, Bock, Schwarzbier.

São cervejas de alta fermentação, ou seja, o fermento tende a ficar no topo do tanque durante o processo de fermentação. Os estilos mais conhecidos dessa família são: IPA, Weiss, Stout, Porter, Pale Ale, Trippel e Witbier.

Aprofundando ainda mais: dentro de cada família temos os estilos de cerveja. Relacionando os 3 níveis (escolas, famílias e estilos) temos, por exemplo:

  • O estilo Pilsen (que será explicado mais detalhadamente abaixo), que é da família Lager, dentro da escola Alemã, ou
  • O estilo Porter, da família Ale e escola Inglesa.

Hoje existem mais de 150 estilos diferentes de cerveja no mundo, então vamos focar nos principais para você conhecer mais sobre o assunto: American Lager, Pale Ale, IPA, Pilsen, Stout, Vienna, Weiss, Porter, Witbier e Tripel.

#1. American Lager

As American Lagers são um ponto de entrada típico para quem está começando a beber cerveja. Por ser uma cerveja mais leve, refrescante e descomplicada. Em geral, possuem notas maltadas leves e alta sensação de refrescância.

Exemplos:

skol-budweiser

#2. Pale Ale

De origem inglesa, as Pale Ale são cervejas que tem uma quantidade maior de lúpulo de amargor na sua receita, isso a torna uma cerveja mais amarga, logo podem harmonizar com comidas muito condimentadas.

As Pale Ale apresentam uma coloração cobre e aroma frutado e terroso.

Exemplo:

ale

#3. IPA

As IPAs, sigla para India Pale Ale, obtêm suas características em grande parte pelo lúpulo, em conjunto com os sabores herbais, cítricos, resinosos e amargo.

Apresentam um teor alcoólico mais elevado e harmonizam bem com comidas apimentadas e queijos fortes como o gorgonzola.

Exemplos:

ipa

#4. Pilsen

Também conhecida como Pilsner, as cervejas Pilsen são originárias da República Tcheca e pertencem à família das Lager.

Possuem um sabor, suave, amargor baixo ou mediano e uma coloração dourada e translúcida. No aroma notas florais de lúpulos alemães e tchecos equilibram com o malte. É uma cerveja que combina com pratos mais leves, sem um sabor que se sobreponha a cerveja, como nozes, castanhas ou queijos leves.

Exemplos:

pilsen
pestisco-ale

Stout

Esta é uma cerveja escura originalmente da escola inglesa, que possuem aroma e sabor torrado, lembrando café. A sua intensidade varia dos seus sub-estilos. As mais adocicadas são conhecidas como Sweet Stouts, enquanto as mais secas são as Dry Stout. Elas são uma ótima pedida com sobremesa a base de chocolate.

Exemplos:

stout

#6. Vienna Lager

Como o próprio nome já diz, o estilo Vienna foi criado em Viena, em 1840, e pertence à família Lager.

É uma cerveja com corpo médio Esse estilo possui um bom equilíbrio entre o lúpulo e o malte. Essa cerveja tem uma cor que varia entre marrom acobreado e o avermelhado, harmoniza bem com hambúrguer.

Exemplo:

aura
brinde

#7. Weiss

As cervejas de trigo são produzidas com um percentual de malte de trigo, o que dá à bebida uma cor clara, turbidez e uma espuma cremosa. Essas características a tornam uma ótima escolha para refrescar o calor.

Cervejas de trigo possuem um sabor leve e refrescante e um aroma que lembra pão, banana e cravo (provenientes da levedura), bem característico desse estilo. Geralmente é o primeiro passo para quem migra para o mundo artesanal.

Exemplos:

weiss

#8. Porter

Estilo típico da escola britânica, são cervejas escuras e de sabor torrado. São cervejas de alta fermentação e com teor alcoólico moderado.

Tem um sabor que lembra café e chocolate , tendo essa como sua característica mais marcantes. Harmonizam bem com cogumelos, queijo parmesão e sobremesas a base de chocolate.

Exemplo:

porter

#9. Witbier

A Witbier é um estilo belga, nascido em 1445, sendo a Hoegaarden a primeira cerveja deste estilo no mundo.

São produzidas com uma porcentagem de trigo não-maltado e são condimentadas com casca de laranja e semente de coentro. São cervejas bem claras, turvas, de corpo baixo e amargor baixo, contendo um sabor frutado e de especiarias. Harmoniza bem com frutos do mar e queijo de cabra.

Exemplo:

hoegaarden

#10. Tripel

Também de origem belga, a cerveja de estilo Tripel costumam ser complexas e apresentam notas condimentadas bem suaves graças às suas leveduras. Esse estilo de cerveja possui, geralmente, uma coloração clara, notas e harmonizam com molho branco ou molho pesto.

Exemplos:

tripel

Agora você já conhece os diferentes estilos de cerveja. Qual é o seu predileto?

Hoje fizemos um mergulho sobre os diferentes tipos de cerveja que podemos encontrar no mercado.

Tabulamos, principalmente os estilos mais populares, para que você que é um apreciador de cerveja possa testar seu paladar em novos mundos; e para que aqueles que estejam dando os primeiros passos neste universo, conheçam parte de suas opções.

A cerveja, apesar de não ser um bem 100% brasileiro, encontrou por aqui sua casa, tendo o brasileiro entre os 20 maiores bebedores de cerveja do mundo.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre os estilos de cerveja mais famosos, só nos resta dizer uma coisa: saúde!