Você tem mais de 18 anos?

We all love beer

CoM Qual CervejA eu VoU?

O barulhinho do gás escapando quando a tampa da garrafa é aberta marca o início de uma jornada de experimentações e sensações de vários tipos. Cada estilo de cerveja guarda um sabor e um aroma especiais, prontos para serem degustados. O primeiro contato com o cheiro, os sabores do primeiro gole e aquele gostinho que fica na boca depois marcam essa nova descoberta, que fica sempre melhor quando é compartilhada com os amigos. Como são mais de 120 estilos de cerveja em todo o mundo, você com certeza vai encontrar um ideal para cada ocasião. Mas, para facilitar a escolha, é bom saber que todos esses estilos estão divididos em três grandes grupos: Ale, Lager e Lambic. A diferença entre um grupo e outro é o tipo de fermentação – alta, baixa e espontânea, respectivamente – e cada um desses tipos resulta em diferentes estilos e sabores.

EscolaS CervejeiRaS

  • InglesA

    InglesA

    InglesA

    Há quem diga que é a escola cervejeira mais antiga de todas. Passou por grandes mudanças ao longo de sua existência e, graças à sua longa história, que nasceu com uma bebida de baixo custo para toda a população, a Escola Inglesa voltou com força total na década de 70 com a Campaign for Real Ale (campanha pela Ale verdadeira, em tradução livre). É uma escola que consegue agradar a todos os gostos, desde as tabernas até os famosos pubs. Influência cervejeira: é a terra da Ale! Os principais estilos são IPA, Bitter, Stout, Barley Wine, Porter etc.
  • AleMã

    AleMã

    Os alemães são os pais da Lager (em alemão, a palavra significa armazenar), que é a família de cerveja mais consumida no mundo. No séc XVI, a cerveja mais consumida até então era a Ale, mas, através de uma tentativa de homogeneizar o processo de fabricação da cerveja, os alemães inventaram essa fermentação e o armazenamento em baixas temperaturas, criando a Lager. Porém, não dá para falar em cervejaria alemã sem falar da Lei da Pureza. Criada no século XVI, essa lei obrigava os produtores a usar apenas três ingredientes na bebida: água, malte de cevada e lúpulo. Só depois as leveduras foram adicionadas. Influência cervejeira: Pilsner, Altbier, Kölsch, Weizenbier, Bock etc.
  • BelgA

    BelgA

    Diferentemente da Escola Alemã, aqui tudo que pudesse agregar sabor à cerveja era bem-vindo. Por isso, as cervejas belgas têm uma variedade enorme de estilos e sabores. As cervejas dos monastérios são uma marca forte dessa escola, já que os monges produzem cervejas hoje da mesma forma o faziam há séculos. Além disso, os belgas também fazem um estilo peculiar de cerveja que engloba a Lambic, a Gueuze e a Kriek, produzidas com leveduras selvagens. Influência cervejeira: Strong Golden Ale, Witbier, Dubbel, Tripel, Lambic, Gueuze etc.

TipoS de CervejaS

  • Pilsner

    Pilsner

    Também chamada de Pilsen ou Pilsener, é a maior representante do estilo Lager. Com cor mais clara (transparente) e amarela, costuma ter um amargor mais sutil.

  • Witbier

    Witbier

    De origem belga, Witbier significa cerveja branca, nome dado por causa de sua aparência clara e turva. Seu ingrediente de destaque é o trigo, mas ela também é temperada com sementes de coentro e cascas de laranja.

  • Blond

    Blond

    Esse estilo é típico belga e apresenta cor dourada, bem suave, e aromas frutados, com pouca presença de lúpulo. É levemente adocicado, mas seco no final.

  • Dubbel

    Dubbel

    Esse estilo belga teve origem nos mosteiros durante a Idade Média, onde servia de “alimento” em épocas de jejum graças ao seu valor nutritivo e aos seus ingredientes naturais. Caracteriza-se pelas notas condimentadas e frutadas do aroma.

  • Tripel

    Tripel

    Está entre os estilos mais fabricados de cerveja belga no mundo. De cor dourada e excelente formação de espuma cremosa, essa cerveja tem aroma e sabor complexos, com forte presença de frutas (como banana), especiarias e álcool.

  • Kriek

    Kriek

    Uma representante da Lambic (fermentada por leveduras selvagens), esse estilo leva cereja na sua composição. Além disso, tem um sabor amadeirado graças ao seu processo de maturação natural em barris de carvalho.

  • Weizen

    Weizen

    Essa é a famosa cerveja de trigo de origem alemã. Costuma ser clara e opaca por causa do seu principal ingrediente. É bem comum encontrar dentro do estilo sabores de banana, maçã, cravo e floral.

  • Herfstbock

    Herfstbock

    Herfst em holandês significa outono, época de início da produção desse estilo sazonal. Com cor acobreada e brilhante e sabor agridoce, essa cerveja também tem toques de caramelo e cacau.

  • Fruit beer

    Fruit beer

    Como o nome bem diz, esse estilo de cerveja, originário da Bélgica, tem a adição de frutas. Essa cerveja precisa de um estilo que sirva de base, como uma Witbier, e então são adicionadas frutas para conferir sabor e aroma diferenciados, mas sem se sobrepor ao estilo-base escolhido.

  • Radler

    Radler

    É um estilo de bebida alemão que surgiu da união de cerveja (clara) com limonada, e a mistura cerveja/suco pode ser feita nas proporções 50/50 e 60/40.

  • Quadrupel

    Quadrupel

    Estilo de cerveja preparado pelos monges trapistas, possui forte presença de malte e baixa presença de lúpulo. É uma cerveja mais escura, bem forte e costuma ter um sabor complexo e menos frutado.

  • Strong Ale

    Strong Ale

    É uma cerveja forte e com grande presença de malte, lúpulo e álcool, ou seja, mais adequada a um provador com experiência.

  • India Pale Ale

    India Pale Ale

    A cerveja IPA, considerada originalmente uma variação mais lupulada e alcoólica da English Pale Ale, foi ganhando com o tempo diferentes combinações de maltes, lúpulos e leveduras, mas sempre mantendo sua característica de amargor forte e marcante.

  • Amber Ale

    Amber Ale

    Como o nome já diz, esse estilo de cerveja tem uma cor característica âmbar/cobre. Já em relação ao sabor, o destaque fica por conta do tom cítrico, por causa do lúpulo americano, e um leve toque de malte.

  • Gueuze

    Gueuze

    A Gueuze é uma mistura da cerveja Lambic em diferentes momentos de maturação. Ela resulta da mistura de uma Lambic jovem (cerca de 1 ano de idade) com uma Lambic velha (com cerca de 2 a 3 anos de idade) – ambas retiradas de diferentes barris – e, posteriormente, é engarrafada para uma segunda fermentação. 

  • Brown Ale

    Brown Ale

    É uma Ale mais escura e bem lupulada. Para compensar a força e o amargor do lúpulo, ela conta com a presença de sabores como caramelo e chocolate.

  • Lambic

    Lambic

    Esse é um tipo muito particular de cerveja, que alcança desde aromas frutados (framboesa, cereja ou banana) aos bem cítricos (vinho branco ou vinagre).

  • American Lager

    American Lager

    Cerveja leve e refrescante, feita para matar a sede e para ser bebida bem gelada. É o tipo de cerveja mais popular nos Estados Unidos e no Brasil. É perfeita para relaxar nos dias quentes na companhia amigos.

  • Pale Ale

    Pale Ale

    Como o nome dá a entender, é uma cerveja clara, de alta fermentação. Foi criada na década de 40 para competir no mercado com a Pilsner e, por isso, é uma cerveja suave, muito refrescante e fácil de tomar. É um pouco mais encorpada que as suas concorrentes.

  • Porter

    Porter

    Surgiu como uma mistura de cervejas para encher um pint para os trabalhadores dos portos britânicos, então é fácil de beber e é mais adocicada. É normalmente confundida com a Stout, que nada mais é do que uma versão mais forte da Porter.

  • Stout

    Stout

    É uma Porter mais forte e robusta. É uma cerveja preta e opaca, com forte sabor de chocolate, café e malte torrado. Guinness é a representante mais famosa.

  • American Amber Lager

    American Amber Lager

    Com a cor mais acobreada, característica da Amber, é uma cerveja de corpo médio e que tem um bom equilíbrio entre o malte e o lúpulo. Bastante refrescante e com o tom de caramelo marcante, é uma ótima pedida para quem está começando a fazer provas de cerveja com os amigos.

  • American Pale Ale

    American Pale Ale

    É o estilo americano da English Pale Ale, mas com uma presença mais leve de caramelo. Esse estilo tem a característica própria do lúpulo americano, que costuma ser mais forte e marcante. Aliás, todos os ingredientes dessa cerveja são dos Estados Unidos.

  • Bock

    Bock

    Esta cerveja, de origem alemã e cor entre o cobre-claro e o castanho, é conhecida por ser uma boa bebida para o inverno. Com um sabor mais adocicado e um teor alcoólico maior que da Lager, ela foi aos poucos sendo associada ao frio. Mas, em qualquer estação, é uma cerveja agradável de se tomar.

  • Bitter

    Bitter

    É uma cerveja que traz sabores de caramelo e malte, mas que é mais amarga que a tradicional Porter inglesa. É muito popular nos pubs, onde os ingleses tradicionalmente se encontram para conversar e tomar umas e outras.

Pilsner

Pilsner
Também chamada de Pilsen ou Pilsener, é a maior representante do estilo Lager. Com cor mais clara (transparente) e amarela, costuma ter um amargor mais sutil.

O nome é uma homenagem à cidade checa onde foi produzida pela primeira vez.

Pela sua leveza, refrescância e baixo teor alcoólico, é o estilo de cerveja mais popular entre as rodas de amigos mundo afora.

Aroma: Suave, maltado e com notas picantes de lúpulo.

Gosto: Suave e maltado.

Sabor: Leve, acessível e com refrescância no final.

Teor alcoólico: De 4,8% a 5,5%.

Amargor: Médio.

Temperatura: 3ºC.

Copos: Lager Americano

Você pode gostar também

  • Witbier

    Witbier

    De origem belga, Witbier significa cerveja branca, nome dado por causa de sua aparência clara e turva. Seu ingrediente de destaque é o trigo, mas ela também é temperada com sementes de coentro e cascas de laranja.

  • Blond

    Blond

    Esse estilo é típico belga e apresenta cor dourada, bem suave, e aromas frutados, com pouca presença de lúpulo. É levemente adocicado, mas seco no final.

  • American Lager

    American Lager

    Cerveja leve e refrescante, feita para matar a sede e para ser bebida bem gelada. É o tipo de cerveja mais popular nos Estados Unidos e no Brasil. É perfeita para relaxar nos dias quentes na companhia amigos.

Witbier

Witbier
De origem belga, Witbier significa cerveja branca, nome dado por causa de sua aparência clara e turva. Seu ingrediente de destaque é o trigo, mas ela também é temperada com sementes de coentro e cascas de laranja.

Por ser feita com ingredientes naturais, que a tornam uma bebida leve, essa cerveja é bastante consumida no verão, mas ela se destaca ainda mais nesse cenário graças à refrescância extra da laranja. Além disso, a Witbier tem uma espuma bem cremosa e branca que dura no copo, conservando por mais tempo os aromas e sabores.

Sobressaem-se os sabores frutados e o aroma levemente adocicado.

Aroma: Condimentado, com toques de laranja e coentro.

Gosto: Leve e frutado, com um suave sabor cítrico.

Sabor: Refrescante e suave no final.

Teor alcoólico: De 4,2% a 5,5%.

Amargor: Baixo.

Temperatura: 3°C.

Copos: Tumbler

Você pode gostar também

  • Pilsner

    Pilsner

    Também chamada de Pilsen ou Pilsener, é a maior representante do estilo Lager. Com cor mais clara (transparente) e amarela, costuma ter um amargor mais sutil.

  • Blond

    Blond

    Esse estilo é típico belga e apresenta cor dourada, bem suave, e aromas frutados, com pouca presença de lúpulo. É levemente adocicado, mas seco no final.

  • American Lager

    American Lager

    Cerveja leve e refrescante, feita para matar a sede e para ser bebida bem gelada. É o tipo de cerveja mais popular nos Estados Unidos e no Brasil. É perfeita para relaxar nos dias quentes na companhia amigos.

Blond

Blond
Esse estilo é típico belga e apresenta cor dourada, bem suave, e aromas frutados, com pouca presença de lúpulo. É levemente adocicado, mas seco no final.

Ou seja, é uma cerveja suave e forte ao mesmo tempo, que vem se tornando cada vez mais popular mundo afora.

Aroma: Frutado e condimentado, com toques de baunilha e cravo.

Gosto: Suave, maltado e doce.

Sabor: Encorpado e cremoso, com gosto que dura na boca.

Teor alcoólico: De 6,0% a 9,0%.

Amargor: De baixo a médio.

Temperatura: Entre 5°C e 6°C.

Copos: Lager

Você pode gostar também

  • Pilsner

    Pilsner

    Também chamada de Pilsen ou Pilsener, é a maior representante do estilo Lager. Com cor mais clara (transparente) e amarela, costuma ter um amargor mais sutil.

  • Witbier

    Witbier

    De origem belga, Witbier significa cerveja branca, nome dado por causa de sua aparência clara e turva. Seu ingrediente de destaque é o trigo, mas ela também é temperada com sementes de coentro e cascas de laranja.

  • American Lager

    American Lager

    Cerveja leve e refrescante, feita para matar a sede e para ser bebida bem gelada. É o tipo de cerveja mais popular nos Estados Unidos e no Brasil. É perfeita para relaxar nos dias quentes na companhia amigos.

Dubbel

Dubbel
Esse estilo belga teve origem nos mosteiros durante a Idade Média, onde servia de “alimento” em épocas de jejum graças ao seu valor nutritivo e aos seus ingredientes naturais. Caracteriza-se pelas notas condimentadas e frutadas do aroma.

Apresenta uma cor que varia do âmbar-escuro ao cobre, com tons de vermelho e têm um sabor levemente tostado no final.

Aroma: Maltado, condimentado e frutado, com toques de cacau, caramelo e frutas secas.

Gosto: Suave, condimentado e adocicado, com notas de caramelo.

Sabor: Encorpado e cremoso, com um gosto que dura na boca (retrogosto marcante).

Teor alcoólico: De 6,0% a 8,5%.

Amargor: De baixo a médio.

Temperatura: Entre 6°C e 10°C.

Copos: Cálice

Você pode gostar também

  • Herfstbock

    Herfstbock

    Herfst em holandês significa outono, época de início da produção desse estilo sazonal. Com cor acobreada e brilhante e sabor agridoce, essa cerveja também tem toques de caramelo e cacau.

  • Brown Ale

    Brown Ale

    É uma Ale mais escura e bem lupulada. Para compensar a força e o amargor do lúpulo, ela conta com a presença de sabores como caramelo e chocolate.

  • Porter

    Porter

    Surgiu como uma mistura de cervejas para encher um pint para os trabalhadores dos portos britânicos, então é fácil de beber e é mais adocicada. É normalmente confundida com a Stout, que nada mais é do que uma versão mais forte da Porter.

  • Stout

    Stout

    É uma Porter mais forte e robusta. É uma cerveja preta e opaca, com forte sabor de chocolate, café e malte torrado. Guinness é a representante mais famosa.

Tripel

Tripel
Está entre os estilos mais fabricados de cerveja belga no mundo. De cor dourada e excelente formação de espuma cremosa, essa cerveja tem aroma e sabor complexos, com forte presença de frutas (como banana), especiarias e álcool.

Tem caráter ligeiramente adocicado, mas com um final mais seco.

Aroma: Condimentado, frutado, maltado e lupulado.

Gosto: Complexo, maltado, frutado e condimentado (pimenta e coentro).

Sabor: Encorpado, leve e com retrogosto marcante.

Teor alcoólico: De 7,0% a 10,0%.

Amargor: De baixo a médio.

Temperatura: Entre 6°C e 10°C.

Copos: Tulipa Cálice

Você pode gostar também

  • Fruit beer

    Fruit beer

    Como o nome bem diz, esse estilo de cerveja, originário da Bélgica, tem a adição de frutas. Essa cerveja precisa de um estilo que sirva de base, como uma Witbier, e então são adicionadas frutas para conferir sabor e aroma diferenciados, mas sem se sobrepor ao estilo-base escolhido.

  • Radler

    Radler

    É um estilo de bebida alemão que surgiu da união de cerveja (clara) com limonada, e a mistura cerveja/suco pode ser feita nas proporções 50/50 e 60/40.

  • Strong Ale

    Strong Ale

    É uma cerveja forte e com grande presença de malte, lúpulo e álcool, ou seja, mais adequada a um provador com experiência.

  • Pale Ale

    Pale Ale

    Como o nome dá a entender, é uma cerveja clara, de alta fermentação. Foi criada na década de 40 para competir no mercado com a Pilsner e, por isso, é uma cerveja suave, muito refrescante e fácil de tomar. É um pouco mais encorpada que as suas concorrentes.

Kriek

Kriek
Uma representante da Lambic (fermentada por leveduras selvagens), esse estilo leva cereja na sua composição. Além disso, tem um sabor amadeirado graças ao seu processo de maturação natural em barris de carvalho.

É uma bebida doce-ácida e de cor avermelhada.

Aroma: Frutado.

Gosto: Suave, frutado, com toques de cereja e madeira.

Sabor: Leve, com final refrescante.

Teor alcoólico: De 4,5% a 6,0%.

Amargor: Baixo.

Temperatura: Entre 5°C e 6°C.

Copos:

Você pode gostar também

  • Weizen

    Weizen

    Essa é a famosa cerveja de trigo de origem alemã. Costuma ser clara e opaca por causa do seu principal ingrediente. É bem comum encontrar dentro do estilo sabores de banana, maçã, cravo e floral.

  • Quadrupel

    Quadrupel

    Estilo de cerveja preparado pelos monges trapistas, possui forte presença de malte e baixa presença de lúpulo. É uma cerveja mais escura, bem forte e costuma ter um sabor complexo e menos frutado.

  • India Pale Ale

    India Pale Ale

    A cerveja IPA, considerada originalmente uma variação mais lupulada e alcoólica da English Pale Ale, foi ganhando com o tempo diferentes combinações de maltes, lúpulos e leveduras, mas sempre mantendo sua característica de amargor forte e marcante.

  • Amber Ale

    Amber Ale

    Como o nome já diz, esse estilo de cerveja tem uma cor característica âmbar/cobre. Já em relação ao sabor, o destaque fica por conta do tom cítrico, por causa do lúpulo americano, e um leve toque de malte.

Weizen

Weizen
Essa é a famosa cerveja de trigo de origem alemã. Costuma ser clara e opaca por causa do seu principal ingrediente. É bem comum encontrar dentro do estilo sabores de banana, maçã, cravo e floral.

É bastante refrescante e uma boa porta de entrada para quem está começando no mundo das experimentações.


Aroma: Frutado e condimentado, com notas de banana e cravo

Gosto: Levemente granulada, um pouco lupulada e com a citricidade do trigo

Sabor: Encorpado e cremoso e bem desenvolvido

Teor alcoólico: 4.8% a 5.5%

Amargor: Baixo

Temperatura: 3°C

Copos: Weizen

Você pode gostar também

  • Kriek

    Kriek

    Uma representante da Lambic (fermentada por leveduras selvagens), esse estilo leva cereja na sua composição. Além disso, tem um sabor amadeirado graças ao seu processo de maturação natural em barris de carvalho.

  • Quadrupel

    Quadrupel

    Estilo de cerveja preparado pelos monges trapistas, possui forte presença de malte e baixa presença de lúpulo. É uma cerveja mais escura, bem forte e costuma ter um sabor complexo e menos frutado.

  • India Pale Ale

    India Pale Ale

    A cerveja IPA, considerada originalmente uma variação mais lupulada e alcoólica da English Pale Ale, foi ganhando com o tempo diferentes combinações de maltes, lúpulos e leveduras, mas sempre mantendo sua característica de amargor forte e marcante.

  • Amber Ale

    Amber Ale

    Como o nome já diz, esse estilo de cerveja tem uma cor característica âmbar/cobre. Já em relação ao sabor, o destaque fica por conta do tom cítrico, por causa do lúpulo americano, e um leve toque de malte.

Herfstbock

Herfstbock
Herfst em holandês significa outono, época de início da produção desse estilo sazonal. Com cor acobreada-brilhante e sabor agridoce, ele também tem toques de caramelo e cacau.

Aroma: Maltado, tostado e assado.

Gosto: Maltado e agridoce, com notas de caramelo e cacau.

Sabor: Cremoso, encorpado e complexo.

Teor alcoólico: De 6,5% a 7,5%.

Amargor: De baixo a médio.

Temperatura: Entre 6°C e 10°C.

Copos:

Você pode gostar também

  • Dubbel

    Dubbel

    Esse estilo belga teve origem nos mosteiros durante a Idade Média, onde servia de “alimento” em épocas de jejum graças ao seu valor nutritivo e aos seus ingredientes naturais. Caracteriza-se pelas notas condimentadas e frutadas do aroma.

  • Brown Ale

    Brown Ale

    É uma Ale mais escura e bem lupulada. Para compensar a força e o amargor do lúpulo, ela conta com a presença de sabores como caramelo e chocolate.

  • Porter

    Porter

    Surgiu como uma mistura de cervejas para encher um pint para os trabalhadores dos portos britânicos, então é fácil de beber e é mais adocicada. É normalmente confundida com a Stout, que nada mais é do que uma versão mais forte da Porter.

  • Stout

    Stout

    É uma Porter mais forte e robusta. É uma cerveja preta e opaca, com forte sabor de chocolate, café e malte torrado. Guinness é a representante mais famosa.

Fruit beer

Fruit beer
Como o nome bem diz, esse estilo de cerveja originário da Bélgica tem a adição de frutas.
Essa cerveja precisa de um estilo que sirva de base, como uma Witbier, e então são adicionadas frutas para conferir sabor e aroma diferenciados, mas sem se sobrepor ao estilo-base escolhido.

Aroma: Frutado (cítrico) e condimentado.

Gosto: Doce e frutado (banana, framboesa, cereja).

Sabor: Acessível e refrescante.

Teor alcoólico: De 2,5% a 5,5%.

Amargor: Baixo.

Temperatura: 3°C.

Copos: Weizen

Você pode gostar também

  • Tripel

    Tripel

    Está entre os estilos mais fabricados de cerveja belga no mundo. De cor dourada e excelente formação de espuma cremosa, essa cerveja tem aroma e sabor complexos, com forte presença de frutas (como banana), especiarias e álcool.

  • Radler

    Radler

    É um estilo de bebida alemão que surgiu da união de cerveja (clara) com limonada, e a mistura cerveja/suco pode ser feita nas proporções 50/50 e 60/40.

  • Strong Ale

    Strong Ale

    É uma cerveja forte e com grande presença de malte, lúpulo e álcool, ou seja, mais adequada a um provador com experiência.

  • Pale Ale

    Pale Ale

    Como o nome dá a entender, é uma cerveja clara, de alta fermentação. Foi criada na década de 40 para competir no mercado com a Pilsner e, por isso, é uma cerveja suave, muito refrescante e fácil de tomar. É um pouco mais encorpada que as suas concorrentes.

Radler

Radler
É um estilo de bebida alemão que surgiu da união de cerveja (clara) com limonada, e a mistura cerveja/suco pode ser feita nas proporções 50/50 e 60/40.

De baixo teor alcoólico, é uma bebida refrescante, que faz muito sucesso no verão europeu, época em que, culturalmente, as pessoas vão mais para as ruas e confraternizam mais umas com as outras.

Aroma: Doce e frutado (cítrico).

Gosto: Fresco, suave, cítrico e com contraste adocicado.

Sabor: Suave, com corpo bem desenvolvido e refrescante no final.

Teor alcoólico: De 2,0% a 3,0%.

Amargor: Baixo.

Temperatura: 3°C.

Copos: Lager

Você pode gostar também

  • Tripel

    Tripel

    Está entre os estilos mais fabricados de cerveja belga no mundo. De cor dourada e excelente formação de espuma cremosa, essa cerveja tem aroma e sabor complexos, com forte presença de frutas (como banana), especiarias e álcool.

  • Fruit beer

    Fruit beer

    Como o nome bem diz, esse estilo de cerveja, originário da Bélgica, tem a adição de frutas. Essa cerveja precisa de um estilo que sirva de base, como uma Witbier, e então são adicionadas frutas para conferir sabor e aroma diferenciados, mas sem se sobrepor ao estilo-base escolhido.

  • Strong Ale

    Strong Ale

    É uma cerveja forte e com grande presença de malte, lúpulo e álcool, ou seja, mais adequada a um provador com experiência.

  • Pale Ale

    Pale Ale

    Como o nome dá a entender, é uma cerveja clara, de alta fermentação. Foi criada na década de 40 para competir no mercado com a Pilsner e, por isso, é uma cerveja suave, muito refrescante e fácil de tomar. É um pouco mais encorpada que as suas concorrentes.

Quadrupel

Quadrupel
Estilo de cerveja preparado pelos monges trapistas, possui forte presença de malte e baixa presença de lúpulo. É uma cerveja mais escura, bem forte e costuma ter um sabor complexo e menos frutado.

Aroma: Tostado, maltado, condimentado, com toques de caramelo e chocolate.

Gosto: Complexo, amargo, condimentado, doce, maltado e com notas de caramelo.

Sabor: Encorpado, doce, bem desenvolvido, com um retrogosto amargo e maltado.

Teor alcoólico: De 8,4% a 12,2%.

Amargor: De baixo a médio.

Temperatura: Entre 10°C e 12°C.

Copos: Cálice

Você pode gostar também

  • Kriek

    Kriek

    Uma representante da Lambic (fermentada por leveduras selvagens), esse estilo leva cereja na sua composição. Além disso, tem um sabor amadeirado graças ao seu processo de maturação natural em barris de carvalho.

  • Weizen

    Weizen

    Essa é a famosa cerveja de trigo de origem alemã. Costuma ser clara e opaca por causa do seu principal ingrediente. É bem comum encontrar dentro do estilo sabores de banana, maçã, cravo e floral.

  • India Pale Ale

    India Pale Ale

    A cerveja IPA, considerada originalmente uma variação mais lupulada e alcoólica da English Pale Ale, foi ganhando com o tempo diferentes combinações de maltes, lúpulos e leveduras, mas sempre mantendo sua característica de amargor forte e marcante.

  • Amber Ale

    Amber Ale

    Como o nome já diz, esse estilo de cerveja tem uma cor característica âmbar/cobre. Já em relação ao sabor, o destaque fica por conta do tom cítrico, por causa do lúpulo americano, e um leve toque de malte.

Strong Ale

Strong Ale
É uma cerveja forte e com grande presença de malte, lúpulo e álcool, ou seja, mais adequada a um provador com experiência.

As mais conhecidas são American Strong Ale e English Strong Ale.

Aroma: Condimentado, frutado e lupulado.

Gosto: Delicado, complexo e agridoce.

Sabor: Poderoso, encorpado e com um retrogosto amargo de longa duração.

Teor alcoólico: De 7,0% a 12,0%.

Amargor: De médio a alto.

Temperatura: Entre 5°C e 6°C.

Copos: Tulipa

Você pode gostar também

  • Tripel

    Tripel

    Está entre os estilos mais fabricados de cerveja belga no mundo. De cor dourada e excelente formação de espuma cremosa, essa cerveja tem aroma e sabor complexos, com forte presença de frutas (como banana), especiarias e álcool.

  • Fruit beer

    Fruit beer

    Como o nome bem diz, esse estilo de cerveja, originário da Bélgica, tem a adição de frutas. Essa cerveja precisa de um estilo que sirva de base, como uma Witbier, e então são adicionadas frutas para conferir sabor e aroma diferenciados, mas sem se sobrepor ao estilo-base escolhido.

  • Radler

    Radler

    É um estilo de bebida alemão que surgiu da união de cerveja (clara) com limonada, e a mistura cerveja/suco pode ser feita nas proporções 50/50 e 60/40.

  • Pale Ale

    Pale Ale

    Como o nome dá a entender, é uma cerveja clara, de alta fermentação. Foi criada na década de 40 para competir no mercado com a Pilsner e, por isso, é uma cerveja suave, muito refrescante e fácil de tomar. É um pouco mais encorpada que as suas concorrentes.

India Pale Ale

India Pale Ale
A cerveja IPA, considerada originalmente uma variação mais lupulada e alcoólica da English Pale Ale, foi ganhando com o tempo diferentes combinações de maltes, lúpulos e leveduras, mas sempre mantendo sua característica de amargor forte e marcante.

É bastante aromática e refrescante e possui notas de caramelo (que dão sua cor dourado-acobreada).

Aroma: Lupulado, condimentado e maltado.

Gosto: Maltado, lupulado e com notas de caramelo.

Sabor: Refrescante, corpo seco e um forte retrogosto amargo.

Teor alcoólico: De 4,8% a 7,5%.

Amargor: Alto.

Temperatura: Entre 5°C e 6°C.

Copos: Pint

Você pode gostar também

  • Kriek

    Kriek

    Uma representante da Lambic (fermentada por leveduras selvagens), esse estilo leva cereja na sua composição. Além disso, tem um sabor amadeirado graças ao seu processo de maturação natural em barris de carvalho.

  • Weizen

    Weizen

    Essa é a famosa cerveja de trigo de origem alemã. Costuma ser clara e opaca por causa do seu principal ingrediente. É bem comum encontrar dentro do estilo sabores de banana, maçã, cravo e floral.

  • Quadrupel

    Quadrupel

    Estilo de cerveja preparado pelos monges trapistas, possui forte presença de malte e baixa presença de lúpulo. É uma cerveja mais escura, bem forte e costuma ter um sabor complexo e menos frutado.

  • Amber Ale

    Amber Ale

    Como o nome já diz, esse estilo de cerveja tem uma cor característica âmbar/cobre. Já em relação ao sabor, o destaque fica por conta do tom cítrico, por causa do lúpulo americano, e um leve toque de malte.

Amber Ale

Amber Ale
Como o nome já diz, esse estilo de cerveja tem uma cor característica âmbar/cobre. Já em relação ao sabor, o destaque fica por conta do tom cítrico, por causa do lúpulo americano, e um leve toque de malte.

Aroma: Maltado, condimentado, com toques de caramelo e lúpulos florais.

Gosto: Sabor de caramelo, maltado e lupulado.

Sabor: Corpo médio e retrogosto suavemente amargo do lúpulo.

Teor alcoólico: De 5,1% a 8,0%.

Amargor: De baixo a médio.

Temperatura: Entre 5°C e 6°C.

Copos: Caneca

Você pode gostar também

  • Kriek

    Kriek

    Uma representante da Lambic (fermentada por leveduras selvagens), esse estilo leva cereja na sua composição. Além disso, tem um sabor amadeirado graças ao seu processo de maturação natural em barris de carvalho.

  • Weizen

    Weizen

    Essa é a famosa cerveja de trigo de origem alemã. Costuma ser clara e opaca por causa do seu principal ingrediente. É bem comum encontrar dentro do estilo sabores de banana, maçã, cravo e floral.

  • Quadrupel

    Quadrupel

    Estilo de cerveja preparado pelos monges trapistas, possui forte presença de malte e baixa presença de lúpulo. É uma cerveja mais escura, bem forte e costuma ter um sabor complexo e menos frutado.

  • India Pale Ale

    India Pale Ale

    A cerveja IPA, considerada originalmente uma variação mais lupulada e alcoólica da English Pale Ale, foi ganhando com o tempo diferentes combinações de maltes, lúpulos e leveduras, mas sempre mantendo sua característica de amargor forte e marcante.

Gueuze

Gueuze
A Gueuze é uma mistura da cerveja Lambic em diferentes momentos de maturação. Ela resulta da mistura de uma Lambic jovem (cerca de 1 ano de idade) com uma Lambic velha (com cerca de 2 a 3 anos de idade) – ambas retiradas de diferentes barris – e, posteriormente, é engarrafada para uma segunda fermentação. 


É uma cerveja balanceada e, no geral, menos ácida, parecida com champanhe. Aliás, ela é, tradicionalmente, servida em garrafas com o mesmo estilo das de champanhe.

Aroma: Azedo (iogurte e vinagre) e com toque de ervas e madeira.

Gosto: Azedo, complexo e herbal.

Sabor: Corpo médio.

Teor alcoólico: De 4,5% a 6,0%.

Amargor: Baixo.

Temperatura: Entre 5°C e 6°C.

Copos:

Você pode gostar também

  • Kriek

    Kriek

    Uma representante da Lambic (fermentada por leveduras selvagens), esse estilo leva cereja na sua composição. Além disso, tem um sabor amadeirado graças ao seu processo de maturação natural em barris de carvalho.

  • Weizen

    Weizen

    Essa é a famosa cerveja de trigo de origem alemã. Costuma ser clara e opaca por causa do seu principal ingrediente. É bem comum encontrar dentro do estilo sabores de banana, maçã, cravo e floral.

  • Quadrupel

    Quadrupel

    Estilo de cerveja preparado pelos monges trapistas, possui forte presença de malte e baixa presença de lúpulo. É uma cerveja mais escura, bem forte e costuma ter um sabor complexo e menos frutado.

  • India Pale Ale

    India Pale Ale

    A cerveja IPA, considerada originalmente uma variação mais lupulada e alcoólica da English Pale Ale, foi ganhando com o tempo diferentes combinações de maltes, lúpulos e leveduras, mas sempre mantendo sua característica de amargor forte e marcante.

Brown Ale

Brown Ale
É uma Ale mais escura e bem lupulada. Para compensar a força e o amargor do lúpulo, ela conta com a presença de sabores como caramelo e chocolate.

Aroma: Torrado, com toque adocicado.

Gosto: fFrte, mais amargo e com notas de caramelo e chocolate.

Sabor: Encorpado, com o amargor do lúpulo no final.

Teor alcoólico: De 4% a 6,4%.

Amargor: Baixo.

Temperatura: Entre 10°C e 12°C.

Copos:

Você pode gostar também

  • Dubbel

    Dubbel

    Esse estilo belga teve origem nos mosteiros durante a Idade Média, onde servia de “alimento” em épocas de jejum graças ao seu valor nutritivo e aos seus ingredientes naturais. Caracteriza-se pelas notas condimentadas e frutadas do aroma.

  • Herfstbock

    Herfstbock

    Herfst em holandês significa outono, época de início da produção desse estilo sazonal. Com cor acobreada e brilhante e sabor agridoce, essa cerveja também tem toques de caramelo e cacau.

  • Porter

    Porter

    Surgiu como uma mistura de cervejas para encher um pint para os trabalhadores dos portos britânicos, então é fácil de beber e é mais adocicada. É normalmente confundida com a Stout, que nada mais é do que uma versão mais forte da Porter.

  • Stout

    Stout

    É uma Porter mais forte e robusta. É uma cerveja preta e opaca, com forte sabor de chocolate, café e malte torrado. Guinness é a representante mais famosa.

Lambic

Lambic
Esse é um tipo muito particular de cerveja, que alcança desde aromas frutados (framboesa, cereja ou banana) aos bem cítricos (vinho branco ou vinagre).

As cervejas desse tipo são feitas de trigo cru e cevada, mas não têm fermento adicionado ao mosto, deixando a fermentação por conta de leveduras selvagens, que são encontradas somente em uma área limitada ao redor de Bruxelas, na Bélgica.

É o tipo mais antigo de cerveja feito no mundo, já imaginou? Só isso já é motivo mais do que suficiente para você chamar alguns amigos para experimentar.

Aroma: Frutado e cítrico.

Gosto: Toques amadeirados, vínicos, ácidos, frutados, condimentados e levemente defumados.

Sabor: Complexo, com acidez marcante e final mais seco.

Teor alcoólico: De 6,2% a 8,1%.

Amargor: Médio.

Temperatura: Entre 5°C e 7°C.

Copos: Tulipa

Você pode gostar também

  • Kriek

    Kriek

    Uma representante da Lambic (fermentada por leveduras selvagens), esse estilo leva cereja na sua composição. Além disso, tem um sabor amadeirado graças ao seu processo de maturação natural em barris de carvalho.

  • Weizen

    Weizen

    Essa é a famosa cerveja de trigo de origem alemã. Costuma ser clara e opaca por causa do seu principal ingrediente. É bem comum encontrar dentro do estilo sabores de banana, maçã, cravo e floral.

  • Quadrupel

    Quadrupel

    Estilo de cerveja preparado pelos monges trapistas, possui forte presença de malte e baixa presença de lúpulo. É uma cerveja mais escura, bem forte e costuma ter um sabor complexo e menos frutado.

  • India Pale Ale

    India Pale Ale

    A cerveja IPA, considerada originalmente uma variação mais lupulada e alcoólica da English Pale Ale, foi ganhando com o tempo diferentes combinações de maltes, lúpulos e leveduras, mas sempre mantendo sua característica de amargor forte e marcante.

American Lager

American Lager
Cerveja leve e refrescante, feita para matar a sede e para ser bebida bem gelada. É o tipo de cerveja mais popular nos Estados Unidos e no Brasil. É perfeita para relaxar nos dias quentes na companhia amigos.

Aroma: Bem suave e maltado.

Gosto: Suave e maltado.

Sabor: Leve, acessível e com refrescância no final.

Teor alcoólico: De 4,2% a 5,1%.

Amargor: Baixo.

Temperatura: 3°C.

Copos: Pint Caneca

Você pode gostar também

  • Pilsner

    Pilsner

    Também chamada de Pilsen ou Pilsener, é a maior representante do estilo Lager. Com cor mais clara (transparente) e amarela, costuma ter um amargor mais sutil.

  • Witbier

    Witbier

    De origem belga, Witbier significa cerveja branca, nome dado por causa de sua aparência clara e turva. Seu ingrediente de destaque é o trigo, mas ela também é temperada com sementes de coentro e cascas de laranja.

  • Blond

    Blond

    Esse estilo é típico belga e apresenta cor dourada, bem suave, e aromas frutados, com pouca presença de lúpulo. É levemente adocicado, mas seco no final.

Pale Ale

Pale Ale
Como o nome dá a entender, é uma cerveja clara, de alta fermentação. Foi criada na década de 40 para competir no mercado com a Pilsner e, por isso, é uma cerveja suave, muito refrescante e fácil de tomar. É um pouco mais encorpada que as suas concorrentes.

Aroma: Frutado e maltado.

Gosto: Suave, frutado e com toques de caramelo.

Sabor: Leve e refrescante. Bem carbonatado.

Teor alcoólico: Até 6%.

Amargor: De médio a alto.

Temperatura: Entre 4°C e 7°C.

Copos: Pint Weizen

Você pode gostar também

  • Tripel

    Tripel

    Está entre os estilos mais fabricados de cerveja belga no mundo. De cor dourada e excelente formação de espuma cremosa, essa cerveja tem aroma e sabor complexos, com forte presença de frutas (como banana), especiarias e álcool.

  • Fruit beer

    Fruit beer

    Como o nome bem diz, esse estilo de cerveja, originário da Bélgica, tem a adição de frutas. Essa cerveja precisa de um estilo que sirva de base, como uma Witbier, e então são adicionadas frutas para conferir sabor e aroma diferenciados, mas sem se sobrepor ao estilo-base escolhido.

  • Radler

    Radler

    É um estilo de bebida alemão que surgiu da união de cerveja (clara) com limonada, e a mistura cerveja/suco pode ser feita nas proporções 50/50 e 60/40.

  • Strong Ale

    Strong Ale

    É uma cerveja forte e com grande presença de malte, lúpulo e álcool, ou seja, mais adequada a um provador com experiência.

Porter

Porter
Surgiu como uma mistura de cervejas para encher um pint para os trabalhadores dos portos britânicos, então é fácil de beber e é mais adocicada. É normalmente confundida com a Stout, que nada mais é do que uma versão mais forte da Porter.

Aroma: Maltado e torrado.

Gosto: Maltado e agridoce, com notas de caramelo, café e cacau.

Sabor: Bom equilíbrio entre amargor e dulçor.

Teor alcoólico: De 4,5% a 7%.

Amargor: De baixo a médio.

Temperatura: Entre 8°C e 12°C.

Copos: Pint

Você pode gostar também

  • Dubbel

    Dubbel

    Esse estilo belga teve origem nos mosteiros durante a Idade Média, onde servia de “alimento” em épocas de jejum graças ao seu valor nutritivo e aos seus ingredientes naturais. Caracteriza-se pelas notas condimentadas e frutadas do aroma.

  • Herfstbock

    Herfstbock

    Herfst em holandês significa outono, época de início da produção desse estilo sazonal. Com cor acobreada e brilhante e sabor agridoce, essa cerveja também tem toques de caramelo e cacau.

  • Brown Ale

    Brown Ale

    É uma Ale mais escura e bem lupulada. Para compensar a força e o amargor do lúpulo, ela conta com a presença de sabores como caramelo e chocolate.

  • Stout

    Stout

    É uma Porter mais forte e robusta. É uma cerveja preta e opaca, com forte sabor de chocolate, café e malte torrado. Guinness é a representante mais famosa.

Stout

Stout
É uma Porter mais forte e robusta. É uma cerveja preta e opaca, com forte sabor de chocolate, café e malte torrado. Guinness é a representante mais famosa.

Aroma: Adocicado e tostado.

Gosto: Notas de chocolate, café e malte torrado.

Sabor: Adocicado, com retrogosto amargo e seco.

Teor alcoólico: De 8% a 12%.

Amargor: De baixo a médio.

Temperatura: Entre 13ºC e 15°C.

Copos: Pint

Você pode gostar também

  • Dubbel

    Dubbel

    Esse estilo belga teve origem nos mosteiros durante a Idade Média, onde servia de “alimento” em épocas de jejum graças ao seu valor nutritivo e aos seus ingredientes naturais. Caracteriza-se pelas notas condimentadas e frutadas do aroma.

  • Herfstbock

    Herfstbock

    Herfst em holandês significa outono, época de início da produção desse estilo sazonal. Com cor acobreada e brilhante e sabor agridoce, essa cerveja também tem toques de caramelo e cacau.

  • Brown Ale

    Brown Ale

    É uma Ale mais escura e bem lupulada. Para compensar a força e o amargor do lúpulo, ela conta com a presença de sabores como caramelo e chocolate.

  • Porter

    Porter

    Surgiu como uma mistura de cervejas para encher um pint para os trabalhadores dos portos britânicos, então é fácil de beber e é mais adocicada. É normalmente confundida com a Stout, que nada mais é do que uma versão mais forte da Porter.

American Amber Lager

American Amber Lager
Com a cor mais acobreada, característica da Amber, é uma cerveja de corpo médio e que tem um bom equilíbrio entre o malte e o lúpulo. Bastante refrescante e com o tom de caramelo marcante, é uma ótima pedida para quem está começando a fazer provas de cerveja com os amigos.

Aroma: Maltado e levemente frutado, com toques que caramelo.

Gosto: Suave e adocicado, com notas de caramelo.

Sabor: Leve, com final levemente amargo.

Teor alcoólico: De 4,8% a 5,8%.

Amargor: De baixo a médio.

Temperatura: Entre 5°C e 7°C.

Copos:

Você pode gostar também

  • Dubbel

    Dubbel

    Esse estilo belga teve origem nos mosteiros durante a Idade Média, onde servia de “alimento” em épocas de jejum graças ao seu valor nutritivo e aos seus ingredientes naturais. Caracteriza-se pelas notas condimentadas e frutadas do aroma.

  • Herfstbock

    Herfstbock

    Herfst em holandês significa outono, época de início da produção desse estilo sazonal. Com cor acobreada e brilhante e sabor agridoce, essa cerveja também tem toques de caramelo e cacau.

  • Brown Ale

    Brown Ale

    É uma Ale mais escura e bem lupulada. Para compensar a força e o amargor do lúpulo, ela conta com a presença de sabores como caramelo e chocolate.

  • Porter

    Porter

    Surgiu como uma mistura de cervejas para encher um pint para os trabalhadores dos portos britânicos, então é fácil de beber e é mais adocicada. É normalmente confundida com a Stout, que nada mais é do que uma versão mais forte da Porter.

American Pale Ale

American Pale Ale
É o estilo americano da English Pale Ale, mas com uma presença mais leve de caramelo. Esse estilo tem a característica própria do lúpulo americano, que costuma ser mais forte e marcante. Aliás, todos os ingredientes dessa cerveja são dos Estados Unidos.

Aroma: Cítrico e floral.

Gosto: Suave e ligeiramente lupulado.

Sabor: Leve e com final mais amargo.

Teor alcoólico: De 4,2% a 6,2%.

Amargor: De médio a alto.

Temperatura: Entre 5°C e 10°C.

Copos: Caneca

Você pode gostar também

  • Tripel

    Tripel

    Está entre os estilos mais fabricados de cerveja belga no mundo. De cor dourada e excelente formação de espuma cremosa, essa cerveja tem aroma e sabor complexos, com forte presença de frutas (como banana), especiarias e álcool.

  • Fruit beer

    Fruit beer

    Como o nome bem diz, esse estilo de cerveja, originário da Bélgica, tem a adição de frutas. Essa cerveja precisa de um estilo que sirva de base, como uma Witbier, e então são adicionadas frutas para conferir sabor e aroma diferenciados, mas sem se sobrepor ao estilo-base escolhido.

  • Radler

    Radler

    É um estilo de bebida alemão que surgiu da união de cerveja (clara) com limonada, e a mistura cerveja/suco pode ser feita nas proporções 50/50 e 60/40.

  • Strong Ale

    Strong Ale

    É uma cerveja forte e com grande presença de malte, lúpulo e álcool, ou seja, mais adequada a um provador com experiência.

Bock

Bock
Esta cerveja, de origem alemã e cor entre o cobre-claro e o castanho, é conhecida por ser uma boa bebida para o inverno. Com um sabor mais adocicado e um teor alcoólico maior que da Lager, ela foi aos poucos sendo associada ao frio. Mas, em qualquer estação, é uma cerveja agradável de se tomar.

Aroma: Maltado.

Gosto: Rico, adocicado, com toques de caramelo e levemente lupulado.

Sabor: Complexo, com final levemente doce.

Teor alcoólico: De 6,3% a 7,2%.

Amargor: Baixo.

Temperatura: Entre 7°C e 10°C.

Copos: Caneca

Você pode gostar também

  • Kriek

    Kriek

    Uma representante da Lambic (fermentada por leveduras selvagens), esse estilo leva cereja na sua composição. Além disso, tem um sabor amadeirado graças ao seu processo de maturação natural em barris de carvalho.

  • Weizen

    Weizen

    Essa é a famosa cerveja de trigo de origem alemã. Costuma ser clara e opaca por causa do seu principal ingrediente. É bem comum encontrar dentro do estilo sabores de banana, maçã, cravo e floral.

  • Quadrupel

    Quadrupel

    Estilo de cerveja preparado pelos monges trapistas, possui forte presença de malte e baixa presença de lúpulo. É uma cerveja mais escura, bem forte e costuma ter um sabor complexo e menos frutado.

  • India Pale Ale

    India Pale Ale

    A cerveja IPA, considerada originalmente uma variação mais lupulada e alcoólica da English Pale Ale, foi ganhando com o tempo diferentes combinações de maltes, lúpulos e leveduras, mas sempre mantendo sua característica de amargor forte e marcante.

Bitter

Bitter
É uma cerveja que traz sabores de caramelo e malte, mas que é mais amarga que a tradicional Porter inglesa. É muito popular nos pubs, onde os ingleses tradicionalmente se encontram para conversar e tomar umas e outras.

Aroma: Maltado.

Gosto: Maltado, levemente adocicado e com notas de caramelo.

Sabor: Equilibrado, com leve amargor no final.

Teor alcoólico: de 3,2% a 6,2%.

Amargor: Médio.

Temperatura: Entre 8°C e 12°C.

Copos: Pint Tumbler

Você pode gostar também

  • Tripel

    Tripel

    Está entre os estilos mais fabricados de cerveja belga no mundo. De cor dourada e excelente formação de espuma cremosa, essa cerveja tem aroma e sabor complexos, com forte presença de frutas (como banana), especiarias e álcool.

  • Fruit beer

    Fruit beer

    Como o nome bem diz, esse estilo de cerveja, originário da Bélgica, tem a adição de frutas. Essa cerveja precisa de um estilo que sirva de base, como uma Witbier, e então são adicionadas frutas para conferir sabor e aroma diferenciados, mas sem se sobrepor ao estilo-base escolhido.

  • Radler

    Radler

    É um estilo de bebida alemão que surgiu da união de cerveja (clara) com limonada, e a mistura cerveja/suco pode ser feita nas proporções 50/50 e 60/40.

  • Strong Ale

    Strong Ale

    É uma cerveja forte e com grande presença de malte, lúpulo e álcool, ou seja, mais adequada a um provador com experiência.